|

Ferroeste projeta ramal de R$ 6 bilhões para trazer grãos até Chapecó Destaque

By Setembro 08, 2021 106 0

A ferrovia paranaense Ferroeste apresentou ao governo federal, no âmbito do novo programa Pro Trilhos, pedido para implantar trecho de ferrovia ligando Cascavel, no Oeste paranaense, a Chapecó, em Santa Catarina.

A nova ferrovia terá traçado de 286 quilômetros e está orçada em R$ 6 bilhões com recursos privados. A informação é do Ministério da Infraestrutura, que lançou o novo programa ferroviário nacional dia 2 deste mês e recebeu até agora projetos para 11 novas ferrovias no país.

O maior interesse em investimentos ferroviários acontece porque o governo federal editou a Medida Provisória 1.065/2021 que cria o novo programa Pro Trilhos, que tem como diferencial o modelo de concessão por autorização. Essa alternativa prevê menos exigências a investidores e também não solicita a devolução da obra no fim da concessão. O projeto, considerado novo marco a setor, foi apresentado pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, e o presidente Jair Bolsonaro. Mas para entrar em vigor, será necessária a aprovação do Congresso Nacional.

Se esse novo modelo acelerar ferrovias, resolve um gargalo logístico histórico de Santa Catarina, que é a dificuldade para trazer grãos pra alimentação animal, principalmente da Região Centro-Oeste do país. Este ano, o Estado deverá importar mais de 5 milhões de toneladas de milho porque a produção local ficou em pouco mais de 2 milhões de toneladas. Com a ferrovia, boa parte das carretas carregadas de cereais deixariam de circular nas rodovias, desafogando o trânsito e reduzindo custos à produção.

A iniciativa da Ferroeste não surpreende porque ela já participou de reuniões em Chapecó para tratar da instalação desse ramal para trazer grãos, principalmente da região Centro-Oeste. A empresa, que tem o governo do Paraná entre os acionistas, também apresentou requerimentos para a construção de linhas ferroviárias entre Maracaju/MS e Dourados/MS, com 76 quilômetros de extensão; de Guarapuava/PR e Paranaguá/PR, com 405 quilômetros; e entre Cascavel/PR – Foz do Iguaçu/PR, ligação com 166 quilômetros.

O Ministério de Infraestrutura informa que os pedidos para novas ferrovias apresentados até agora somam 3,6 mil quilômetros em diversas regiões do país, abrangendo 10 estados. Eles vão necessitar de R$ 53 bilhões em investimentos. Os novos traçados vão contemplar os estados de Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais,  Pernambuco e Piauí.

Além dessa ferrovia para trazer grãos, Santa Catarina tem outras demandas relevantes em logística ferroviária. Uma delas, mais urgente, é o contorno de Joinville e região, uma obra que está com mais de 10 anos de atraso e foi orçada em R$ 450 milhões. A Federação das Indústrias do Estado (Fiesc) tem algumas obras prioritárias previstas no segmento, entre as quais a Ferrovia Litorânea e uma ligação Leste-Oeste, para cargas e passageiros.

Fonte Estela Benetti/ DC

Avalie este item
(0 votos)

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

© 2020 Rádio Clube São Domingos-SC. Todos os Direitos Reservados.