|
Saúde

Saúde (181)

Pensando na humanização do atendimento aos pacientes hospitalizados na Ala Covid-19 e, também, em diminuir a angústia dos familiares, o Hospital Regional São Paulo (HRSP) inicia nesta terça-feira (1º) a liberação de visitas ao setor de isolamento, tanto para pessoas internadas na Enfermaria, quanto para pacientes da UTI Covid-19.

A entrada de familiares vai ocorrer em momentos agendados, com planejamento, tendo o visitante toda a orientação e paramentação necessária. Até então, ocorria apenas a visita virtual, que consistia numa chamada de vídeo realizada pela equipe que atua no setor.

As visitas acontecerão em dois dias da semana, nas terças e sextas-feiras, com duração de 10 minutos. “Esse momento de visitas à Ala Covid-19 foi liberado após novas análises da equipe técnica e deverá respeitar regras e normas vigentes. Solicitamos que os familiares cheguem ao hospital às 9h15, para que possam receber as orientações e se cadastrar para a entrada. A visita está programada para às 9h30”, explica a gerente de atendimento do HRSP, Fabiula Cichelero.

A entrada na Ala Covid será autorizada para um familiar por paciente, que será acompanhado pela equipe psicossocial e pastoral. Da recepção os familiares serão encaminhados em pequenos grupos até a unidade Covid-19.  Chegando ao setor de isolamento, será realizada orientação sobre os cuidados e uso de Equipamentos de Proteção Individual que serão disponibilizados aos visitantes pelo próprio hospital.

“Somente após a paramentação, vestindo todos os EPI’s necessários, os familiares serão conduzidos pela equipe psicossocial ao quarto onde os pacientes estão hospitalizados”, complementa a gerente. Após a realização das visitas os familiares serão orientados sobre a higienização e retirada da paramentação. 

O HRSP frisa que as notícias médicas permanecerão sendo repassadas por telefone às famílias.

 

Orientações aos visitantes

Os visitantes preferencialmente devem ter idade entre 18 anos e 59 anos, que não sejam portadores de fatores de risco para covid-19 ou que não estejam em isolamento domiciliar em razão da doença. Será realizado um check list na entrada com aferição de temperatura e avaliação de possíveis sintomas relacionados à Covid-19.  Pessoas com suspeita da doença não poderão realizar a visita.

Além disso, é proibida a entrada com aparelhos celulares. É necessário estar vestindo calça comprida e calçado fechado, cobrindo dorso do pé; pessoas com cabelo comprido devem mantê-lo preso; não será permitida a entrada com adornos (brinco, anel, pulseira, relógio, correntes e acessórios do gênero).

“Importante que os familiares estejam cientes que o hospital não irá se responsabilizar por guardar os pertences dos visitantes no período em que estiverem na instituição. Orientamos que já venham de casa sem os itens proibidos”, finaliza. 

Informações e foto HRSP

A morte de macacos em Abelardo Luz preocupa as autoridades da saúde sobre a possível circulação da febre amarela na região. Somente no mês de novembro, foram três animais encontrados mortos naquele município. Um outro caso também foi registrado em março.

Para melhor atender a demanda crescente, novamente o Centro de Saúde do bairro Ari Bortoli será transformado em atendimento exclusivo às síndromes gripais e COVID. A medida começa a valer a partir de hoje, dia 30.

Os casos confirmados de Covid-19 que continuam aumentando em São Domingos, fizeram com que novas medidas fossem tomadas com relação ao atendimento da comunidade. No interior, os atendimentos continuam suspensos por tempo indeterminado, já na cidade, a exclusividade é para os casos de urgência e emergência.

Em virtude do aumento dos casos de Covid-19 em São Domingos e do alto risco de transmissão da doença, um decreto foi assinado ontem (26) pela prefeita Elieze Comachio, e impõe novas medidas restritivas de prevenção ao contágio.

Em apenas 24 horas, os casos de Covid-19 mais do que dobraram em São Domingos. Segundo a secretaria de saúde, esse é o pior momento da pandemia na cidade e a situação está crítica, os índices de transmissão nunca estiveram tão altos como agora.

Nesta quarta-feira (25), foi divulgado um novo boletim com as informações atualizadas dos casos de Covid-19 em São Domingos. Houve a entrada de sete novos casos confirmados, sendo quatro mulheres e três homens. Um dos pacientes está internado na UTI do Hospital Regional do Oeste, de Xanxerê.

Entre os dias 18 e 25 de novembro, o Governo de Santa Catarina conseguiu, junto ao Ministério da Saúde, a habilitação de mais 45 leitos de UTI para o tratamento de Covid-19 e a prorrogação do custeio de outros 50 leitos de terapia intensiva. São vagas disponíveis em diferentes regiões do estado.

O Governo de Santa Catarina e a Secretaria de Estado da Saúde divulgaram nesta quarta-feira, 25 de novembro, os dados da Matriz de Risco Potencial. Das 16 regiões de saúde avaliadas, apenas três delas, Extremo-Oeste, Alto Uruguai Catarinense e Foz do Rio Itajaí, não ficaram no Risco Gravíssimo – todas as outras 13 foram classificadas na cor vermelha, que é o mais alto nível de Risco, enquanto as três regiões ficaram na cor laranja, que é o risco grave.

Mais uma vez a taxa de ocupação dos leitos do Hospital Regional São Paulo, de Xanxerê, está em nível máximo. Segundo o último boletim, divulgado ontem (24), na UTI, 100% dos leitos estão ocupados. Na enfermaria o índice também é alto e chega a 60%.

© 2020 Rádio Clube São Domingos-SC. Todos os Direitos Reservados.