|

Por conta do colapso no sistema de saúde de toda a região, muitos municípios estão adotando medidas mais severas a fim de conter a proliferação da Covid-19. Em São Domingos, foi anunciado nesta manhã pelo prefeito Márcio Grosbelli o lockdown parcial, ou seja, estabelecimentos não essenciais serão fechados.

Diretores e técnicos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) defenderam um "prazo justo" para a análise de vacinas contra covid-19 após o Supremo Tribunal Federal (STF) permitir que estados e municípios comprem imunizantes aprovadas por entidades reguladoras de outros países. Eles também alertaram que a falta de aval do órgão brasileiro pode gerar dificuldades de monitoramento e fiscalização.

O governador Carlos Moisés participou de reunião com os governadores do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, e do Paraná, Ratinho Junior, para debater a situação e as medidas adotadas no enfrentamento ao novo coronavírus na região Sul. A webconferência ocorreu na manhã desta terça-feira, 23. Durante o encontro, ficou definida a criação de um grupo interestadual com os secretários de Saúde e equipes dos três estados, que registram aumento significativo de casos da doença.

O Governo de Santa Catarina tem empenhado esforços para oferecer toda a assistência à população em meio ao avanço da pandemia de Covid-19 no estado. Como resultado, nos últimos dias, o Executivo estadual pactuou a ampliação de 110 novos leitos de terapia intensiva em diversas regiões catarinenses e abriu 165 novos leitos clínicos de retaguarda Covid-19 no Oeste.

O governador Carlos Moisés anunciou o aumento na fiscalização e recursos para, em parceria com gestores municipais, conter o avanço da Covid-19 em Santa Catarina. Em reunião com prefeitos, representantes de Poderes e o secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, o governador confirmou que o Estado dispõe de R$ 600 milhões para ativação de leitos de UTI na rede privada, R$ 300 milhões para aquisição de vacinas e que um efetivo de 500 policiais militares atuará, exclusivamente, na fiscalização de atividades que estejam descumprindo os protocolos sanitários de prevenção ao novo coronavírus. 

O Hospital Regional São Paulo (HRSP) alerta para uma superlotação na unidade e solicita para que as pessoas procurem o hospital somente em casos graves (urgência e emergência). Com a grande demanda, a capacidade de atendimento fica reduzida e o tempo de espera pode ultrapassar o preconizado pela Classificação de Risco.

Página 1 de 31
© 2020 Rádio Clube São Domingos-SC. Todos os Direitos Reservados.