No Ar
Programa Raízes
Escute a Rádio Ao Vivo
49 3443 6190
Curta nossa páginaFacebook

Santa Catarina não atinge meta de vacinação contra a gripe

CompartilheCompartilhe no FacebookImprimir

13/06/2018 – QUARTA-FEIRA

 

Mesmo com a prorrogação da campanha e de um mês e meio de imunização contra a gripe, Santa Catarina não atingiu a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde, que é de 90%. No último balanço, o Estado tinha vacinado 83,5% da população-alvo, como idosos, crianças e professores.

 

Pelo menos 88,2 mil catarinenses que deveriam ter se vacinado não receberam as doses. Como não alcançaram a meta, os municípios seguem vacinando esses grupos, além de ampliar para crianças de cinco a nove anos e adultos de 50 a 59, enquanto houver doses. A situação mais crítica é com crianças e gestantes.

 

Em Santa Catarina, a campanha encerrou em 8 de junho. Inicialmente, iria até o dia 1º, mas foi prorrogada em função da greve dos caminhoneiros. No país, o Ministério da Saúde estendeu até o dia 15 e alguns municípios catarinenses também seguem essa data, como Florianópolis e Itajaí.

 

A gerente de Imunização da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) de SC, Vanessa Vieira da Silva, diz que a cobertura de mais de 80% no Estado é considerada boa, já que até 2016 essa era a meta, mas reforça que é importante atingir os 90%, o que ela acredita que deve acontecer nos próximos dias. A infectologista Regina Valim acrescenta que é fundamental ampliar a cobertura para que mais pessoas estejam protegidas e evitar a circulação do vírus.

 

No total, até segunda-feira (11), 47,7% dos municípios catarinenses (141) não atingiram a meta.

 

 

QUEM PODE SE VACINAR AINDA (ENQUANTO HOUVER DOSES)

 

Crianças entre 6 meses e nove anos; gestantes; pessoas a partir de 50 anos; professores; profissionais de saúde; indígenas; puérperas (até 45 dias após o parto)

 

Fonte: Diário Catarinense / Foto: Cristiano Estrela / www.clubesd.com.br / Keli Camiloti

Enviar por e-mail