No Ar
Escute a Rádio Ao Vivo
49 3443 6190
Curta nossa páginaFacebook

Representantes do Mercosul encaminham documento para viabilizar Rota do Milho

CompartilheCompartilhe no FacebookImprimir

05/12/2017 – TERÇA-FEIRA

 

A partir desta semana será encaminhado para os países do Mercosul um documento denominado Carta de Chapecó, elaborado durante o Mercosul Cidadão por representantes de cinco países, evento que encerrou na sexta-feira na capital do Oeste. Na carta estão algumas demandas para a viabilização da Rota do Milho, que pretende criar um fluxo de importação do cereal do Paraguai para atender as agroindústrias de Santa Catarina.

 

Um dos pedidos é a adoção de medidas para a facilitação dos desembaraços aduaneiros, evitando filas nas fronteiras. Também foi sugerido que o Fundo para a Convergência Estrutural do Mercosul (Focem) financie a pavimentação e 30 quilômetros da rodovia em Major Otaño, no Paraguai, que servirá de ligação com Eldorado, na Argentina.

 

Também foi sugerido que o Focem financie uma ponte sobre o Rio Paraná, entre as duas cidades, pois inicialmente o transporte dos caminhões será feito via balsa. O gerente de políticas econômicas da Agência de Desenvolvimento Rural de Chapecó, Mauro Zandavalli, que é um dos catarinenses que está acompanhando o projeto, disse que já está sendo feita a terraplanagem para o pátio de manobras dos caminhões.

 

— Queremos fazer a primeira importação ainda neste ano para mostrar que é viável, posteriormente a demanda vai pressionar para que sejam feitas as melhorias necessárias para garantir o fluxo — explicou.

 

Ele lembrou que a transformação da Inspetoria da Receita Federal de Dionísio Cerqueira em Alfândega vai facilitar o processo, pois a unidade terá mais autonomia. Santa Catarina produz metade do próprio consumo anual de milho, que é de 6,5 milhões de toneladas. A outra parte vem, em maioria, do Mato Grosso, que fica a mil quilômetros de distância. O milho do Paraguai está a menos de 500 quilômetros da região Oeste, por isso a discussão sobre a rota.

 

Fonte: Diário Catarinense / Foto: SLC Agrícola / www.clubesd.com.br / Keli Camiloti

Enviar por e-mail