No Ar
Escute a Rádio Ao Vivo
49 3443 6190
Curta nossa páginaFacebook

Documentário ‘Para Sempre Chape’ estreia hoje

CompartilheCompartilhe no FacebookImprimir

09/08/2018 – QUINTA-FEIRA

 

O documentário “Para Sempre Chape” estreia nesta quinta-feira (9). A exibição foi autorizada após acordo judicial entre o clube Chapecoense e a produtora uruguaia Trailer Ltda. A produtora e o clube tinham um contrato para a realização do filme, que foi rescindido e a exibição ocorre de forma autônoma.

 

O documentário provocou polêmica no final de 2017 entre o clube, a produtora e familiares das vítimas do acidente aéreo que deixou 71 mortos. A Chapecoense entrou na Justiça para barrar a exibição por descumprimento de contrato. Uma das associações de familiares também pretendia tomar medidas judiciais contra a exibição, alegando desconhecimento da existência da obra. Em outubro, a Justiça chegou a conceder liminar para suspender a divulgação e a estreia.

 

Na resenha, a produtora Trailer Ltda diz que o documentário relata a história da Chapecoense, time de futebol de Santa Catarina que sofreu um trágico acidente de avião, mas que não parou os trabalhos em homenagem às vítimas e aos sobreviventes da tragédia. “Até agora, as pessoas que viram o documentário falam que foi feito com muito respeito, sem sensacionalismo. Que é uma história muito bem contada sobre a história do clube, sem foco na tragédia. Estamos confiantes que o público vai apreciar”, disse o diretor uruguaio Luis Ara Hermida.

 

A exibição ocorre nas salas de cinema de 30 cidades do país, na Colômbia e pelo streaming Netflix. Anteriormente, o documentário era intitulado “O milagre de Chapecó”.

 

 

AÇÃO JUDICIAL

 

Conforme a Justiça, a Chapecoense havia contratado a empresa para fazer um documentário da evolução do clube, passando também pelo acidente aéreo. Entretanto, o time entrou com uma ação para barrar a exibição da obra, alegando quebra de contrato porque, conforme o clube, o trailer do documentário foi exibido em salas de cinema e divulgado sem o consentimento da Chapecoense.

 

Em relação às famílias, conforme a Afav-c, em 12 de outubro, Dia das Crianças, a viúva de uma das vítimas do voo da Chapecoense foi ao cinema com os filhos em Chapecó para ver um filme infantil e, lá, foram surpreendidos pelo trailer do documentário. A família deixou a sala de cinema chorando e, segundo a associação, foi assim que a entidade soube da produção.

 

 

Por Keli Camiloti

Fonte: G1 SC

Enviar por e-mail